Contos

Publiquei meu primeiro conto na antologia policial “Beco do Crime”, em 2009. O livro foi publicado pela editora “Multifoco” e lançado na bienal do Rio de Janeiro daquele ano. Minha singela contribuição – “Laica” – é uma história pouco ortodoxa sobre os mistérios que envolvem o abandono da esposa de um rapaz bem quisto, em uma cidadezinha de Goiás. O livro pode ser acessado aqui (eu tinha 18, me perdoem). Em seguida, tive histórias publicadas também em dois dos sete livros da coleção “VII Demônios”, pela editora “Estronho”: “Duas vezes Ana”, no tema inveja, e “O devorador de almas”, no tema gula.

Na extinta revista brasiliense “meiaum” publiquei “Segunda chance” – um dos meus contos favoritos. Você pode ler, na íntegra, acessando o arquivo da revista.

Fui também uma das vencedoras do prêmio Miró de literatura, em 2014, e saí em uma bonita antologia. Antes do folhetim “Pequenas esposas”, publiquei o conto “Coxas gordas” na Revista AzMina – este aqui também tem in english: foi traduzido para o site Contemporary Brazilian Short Stories.

Mais recentemente, estreei na sessão desassossego da prestigiada Revista Pessoa com o conto “Câimbras”, que você pode ler aqui.

Você pode me encontrar também na antologia do portal LiteraturaBR, publicada pela editora Moinhos. Meu conto, “Noiva”, abre o livro.